Unknown Mortal Orchestra


Um dos grupos mais sonoramente ricos no pop hoje, o quarteto é liderado pelo compositor, cantor e guitarrista neozelandês Ruban Nielson, atuante na cena musical de Portland, EUA, onde a banda reside. Ao vivo, UMO é espetacular: riffs de guitarra, batuques, trompete, sintetizadores, falsetes, grooves de disco music, baixo forte, palminhas e tudo o que for possível para deixar o funk cool dos álbuns ainda mais irresistível. Além de escrever as letras, Nielson costuma produzir e mixar seus trabalhos, acompanhado do baixista Jacob Portrait (e, às vezes, do irmão Kody Nielson e do pai Chris Nielson, ambos músicos) .

Em abril deste ano, o grupo lançou Sex & Food, seu quarto e mais eclético álbum. Dele, destacamos o já hit “Everyone Acts Crazy Nowadays”, o R&B delicioso de “Hunnybee” e a marcante “Major League Chemicals”. Em julho o disco foi eleito o melhor do ano pela rádio inglesa BBC Music! A missão era difícil: seu antecessor, o adorado Multi-Love, vinha com os hits imbatíveis e extremamente dançantes “Can’t Keep Checking My Phone” e o single homônimo ao disco. As reflexões de Nielson aparecem sempre acompanhadas por um psycho-soul contagiante. Se em II, o segundo trabalho do grupo, Nielson falava sobre as dores de se estar sozinho e em Multi-Love ele explorava as complicações de se estar com alguém (mais precisamente com mais de um alguém ao mesmo tempo), agora ele questiona o mundo a sua volta: para onde vamos, o que temos consumido e como isso tem nos afetado.

Em outubro, a banda surpreendeu os fãs ao lançar um outro álbum, desta vez instrumental, com sobras de estúdio das gravações de Sex & Food, o IC-01 Hanoi.






Participou das edições:

Popload Gig CWB
Popload Gig #44